Notícias

Construir Casa - etapas para construir a sua moradia

2019-12-18

projetos arquitetura lisboa


Nada melhor que começar um novo ano com novos projectos. Melhor ainda quando temos o
conhecimento necessário para que a realização seja concretizada. MJARC Arquitectos Porto e Lisboa 
pode ajudar a concretizar o seu sonho! 

5 aspectos a ter em consideração se pretender construir casa


#1 – Escolha do terreno


Pois bem, para construir uma casa de raiz vai precisar em primeiro lugar do terreno.


Este é o primeiro grande investimento deste projeto e deve ser bem ponderado, uma vez que, se o terreno
não for adequado, poderá precisar de investimento adicional para resolver problemas como linhas de água,
corrigir declives (o que envolve movimentação de terras), entre outros.

Convém ainda que o terreno esteja inserido numa área autorizada para construção e dotado de infra estruturas
(rede de águas, gás , electricidade). Caso o terreno não possua estas infraestruturas básicas (o que normalmente
até acontece com áreas que não estão loteadas), terá ainda de contar com este custo extra.

Qual a diferença entre um projeto “chave na mão” e construir uma casa de raiz?

Para quem deseja construir uma moradia, mas não tem disponibilidade ou não deseja tratar de todo o processo
sozinho, a solução “chave na mão” pode ser muito apelativa. Basicamente, com esta opção o cliente pode escolher
o terreno no qual pretende ter a sua futura casa, qual o tipo de construção que prefere e o próprio projeto de arquitetura.
A empresa que estiver por detrás do projeto trata de tudo, inclusive das licenças necessárias.

#2 – Atenção na localização


Ao nível do preço, é claro que a localização geográfica terá muita influência. Um terreno perto da praia e de uma
cidade (especialmente se for perto das áreas metropolitanas do Porto e Lisboa), por exemplo, será, à partida, mais
caro do que um que seja completamente situado num meio rural interior ou que não tem tantas acessibilidades.

#3 – Qual será o tamanho da habitação?


Naturalmente, quanto maior for a habitação, mais elevado será o custo, a não ser que opte por materiais mais

económicos). Ainda assim, mesmo que selecione materiais mais acessíveis, o tamanho da moradia poderá sempre
influenciar o custo final, uma vez que uma habitação maior implica não só mais materiais como mais mão-de-obra
e, consequentemente, um maior número de horas de trabalho.

Optar por uma casa pré-fabricada também pode ser uma solução mais acessível em termos de preço e
mais rápida a construir.

#4 – Ter em consideração a mão-de-obra necessária para construir uma casa


Construir uma casa envolve uma equipa multidisciplinar e pode ser desgastante ter de ser o consumidor a coordenar

e a gerir os diferentes intervenientes nas diferentes fases da obra. Se porventura escolher entregar o seu projeto a
um construtor ou mesmo a uma empresa especializada nesta área, não gastará tanto tempo a procurar.

Aconselhamos a solicitar um orçamento e ponderar pela solução mais compensadora.

#5 – Quais são as licenças necessárias?


O facto de comprar um terreno não significa que possa usar e dispor livremente da área abrangida.
Existem condicionamentos legais a respeitar neste âmbito. Peça a nossa consultoria ou seu orçamento para projeto
arquitectura aqui.