Dado o crescimento da população, os investimentos imobiliários também têm sofrido um aumento na sua procura, sobretudo no que diz respeito à habitação multifamiliar. Porquê? Porque como o próprio nome dá a entender, tem como objetivo albergar mais do que uma família no mesmo terreno.

Apesar do mercado dos imóveis usados continuar a ter muita procura, cada vez mais são os que pensam neste tipo de investimento, mas no segmento dos imóveis novos. Contudo, a falta de informações sobre o que é que consiste uma habitação multifamiliar e quais os aspetos a ter em conta antes de construi-la fazem com que esta ideia perca a sua força. Nesse sentido, trazemos boas notícias: neste artigo encontra algumas das respostas às suas principais perguntas, tudo de forma leve e descomplicada.

Seja para uso próprio ou como investimento, saiba do que se trata uma habitação familiar e quais são as suas vantagens e desvantagens. O objetivo é que, no final, possa fazer a melhor escolha para si!

Habitação multifamiliar: em que consiste?

Em suma, uma habitação multifamiliar é uma construção que num só espaço, lote ou terreno albergue diversas fracções. Ou seja, estes edifícios permite que habitem várias famílias no mesmo empreendimento.

Podem ser prédios, lofts, condomínios fechados, residenciais, conjuntos de casas geminadas ou conjuntos habitacionais.

Que importância tem este tipo de habitação na sociedade?

Conforme se consegue verificar através da história, os indivíduos precisaram encontrar formas de sobrevivência, de desenvolvimento e bem-estar. Como tal, foram surgindo as habitações individuais, unifamiliares ou multifamiliares. Contudo, a forma como as moradias são concebidas foram-se modificando. Tal se deveu à importância de acompanhar o crescimento e desenvolvimento das cidades, adaptando-se à realidade da população que nelas vivem.

Atualmente, é normal que as casas multifamiliares ganhem cada vez mais espaço no mercado, uma vez que num só lote é possível albergar diversos residentes.

Nesse sentido, não é difícil de concluir que os prédios dominam as grandes cidades sejam nada mais do que modelos de habitação que albergam um maior número de famílias na mesma parcela de terreno.

Quais são as vantagens e desvantagens de investir na habitação multifamiliar?

Tal como acontece com outros imóveis, ao adquirir uma habitação multifamiliar estará a fazer um investimento, logo, é importante que o faça com muita calma e sabedoria. Afinal, se comprá-la a um bom preço e numa boa localização, poderá ter o seu preço de venda duplicado daqui a uns anos.

Apesar de ser um bom investimento quando bem planeado, este tipo de construção não deixa de ter vantagens e desvantagens. Por isso mesmo, tem que tê-las em conta antes de avançar com a sua compra, pois só assim conseguirá fazer decisões acertadas e conscientes.

Vantagens das construções multifamiliares para quem adquire uma fração:

  • Os custos referentes à manutenção e benfeitorias são distribuídos por todos os condóminos em função da permilagem, o que se torna uma vantagem financeira face à habitação unifamiliar em que estes mesmos custos são suportados individualmente.
  • Segurança: o facto de morar mais do que uma família no mesmo local aumenta a sensação de segurança. Além disso, há sempre a opção de recorrer aos serviços de segurança 24h para aumentar esta sensação de tranquilidade;
  • Possibilidade de ter diversos espaços: no caso dos condomínios, além das áreas de passagem comuns, há a possibilidade de construir espaços de piscina, ginásio, salão de festas, entre outros;

Desvantagem da habitação multifamiliar

Quando se fala em desvantagens para quem quer investir numa habitação multifamiliar, a principal é a que diz respeito ao valor. Porquê? Porque comparativamente a outras opções, uma construção multifamiliar exige um investimento maior, uma vez que o objetivo é construir mais do que uma habitação.

De modo a combater este ponto menos positivo, é importante que defina desde início o orçamento disponível, bem como faça um plano para conseguir recuperar o investimento feito. Se precisar de ajuda sobre este tema, recomendamos-lhe que consulte o nosso guia sobre construir uma casa.

Tenho uma habitação multifamiliar para reabilitar. O que devo fazer?

Embora seja pouco comum, a verdade é que pode acontecer herdar uma habitação multifamiliar, contudo, ela poderá estar a necessitar de obras de requalificação Caso queira investir, por exemplo, rentabilizar e criar uma nova fonte de rendimento, é obrigatório pensar em reabilitá-la.

A quem recorrer para obter o meu edifício de habitação multifamiliar?

Como vê, existem bons motivos para investir na habitação multifamiliar. Seja para construir ou reabilitar, esta poderá ser uma boa forma de, por exemplo, conseguir um rendimento adicional. Contudo, para que o projeto seja bem realizado, independentemente da sua tipologia, é crucial que escolha uma equipa qualificada para o efeito.

Precisa de ajuda para avançar com o seu projeto? Contacte-nos para mais esclarecimentos ou para obter um orçamento.